Osteoporose: tudo que você precisa saber sobre saúde óssea.

A osteoporose, é uma doença caracterizada pela diminuição da massa óssea, levando à fragilidade do osso e aumentando o risco de fraturas. Sua saúde óssea precisa ser prioridade.

A osteoporose pode ser primária (idiopática) ou secundária. A forma primária é classificada em tipo I e tipo II. Tipo I também conhecida por pós-menopausa, existe rápida perda óssea e ocorre na mulher que recentemente chegou na menopausa. Tipo II ou senil, é relacionada ao envelhecimento e aparece por deficiência crônica do cálcio.

A osteoporose secundária, é decorrente de processos inflamatórios, como artrite reumatoide, alterações endócrinas como hipotireoidismo e desordens adrenais; mieloma múltiplo; uso de drogas como heparina, álcool, vitamina A e corticoides.

Pessoas com osteopenia, que é o estágio inicial da perda de massa óssea que pode levar à osteoporose, se beneficiam ainda mais praticando atividades físicas, pois evitam a progressão da doença. Juntamente com a suplementação adequada, não só evita a progressão, mas aumenta a massa óssea.

Cerca de 80% dos pacientes com osteoporose a tem associada ao envelhecimento ou menopausa.

Principais causas
– Disfunção da tireoide;
– Doenças autoimunes;
– Alcoolismo;
– Deficiência em vitamina D, cálcio e magnésio;
– Sedentarismo;
– Tabagismo;
– Alimentação pobre nutricionalmente.

Prevenção
A prevenção da osteoporose deve se iniciar na infância, através de uma alimentação saudável, com boa quantidade de alimentos ricos em cálcio, como por exemplo: couve, rúcula, brócolis, espinafre, e outros vegetais folhosos verde-escuros; leguminosas como feijões, ervilha, lentilha, grão-de-bico, leite e seus derivados.

A Vitamina D também é fundamental para nossa saúde, em especial para o fortalecimento ósseo, pois melhora a absorção do cálcio, podendo ser encontrada em alimentos de origem animal como o ovo, peixes, leites, seus derivados e ainda em suplementos alimentares, além do fato de que temos a capacidade de produzi-la através da exposição ao sol.

A baixa exposição ao sol, o uso de bloqueadores solares e a pele envelhecida dos idosos retardam a conversão da vitamina D para sua forma ativa, comprometendo a mineralização dos ossos.

Outra forma de prevenção da osteoporose é preocupar-se com a ingestão mínima de cálcio necessário para manter os ossos saudáveis. São recomendados 1.200 mg por dia para adultos e idosos.

É importante manter ainda os níveis adequados de Magnésio para que ocorra uma boa absorção do cálcio e outros nutrientes, uma vez que, este é responsável por formar a estrutura interna do osso.

Tratamento
Após o diagnóstico, em alguns casos é necessário o uso de medicamentos que estimulem a produção de massa óssea, no entanto a ingestão do cálcio e vitamina D, por meio de alimentação ou suplementos, e a prática de exercícios, são eficazes para combater os sintomas da osteoporose.

Cuidar de sua saúde óssea é a melhor forma de se prevenir da osteoporose, siga as dicas a cima citadas e sinta-se preparado para uma vida longa, saudável e cheia de realizações.

 

Tags:
Deixe um comentário

Share This