Hormônios da felicidade: como e por que desencadear os efeitos dessas substâncias em seu organismo?

  • Home
  • Bem-estar
  • Hormônios da felicidade: como e por que desencadear os efeitos dessas substâncias em seu organismo?

Se te perguntassem qual o segredo para a felicidade, o que você responderia? Família, carreira, boa saúde? Bem, e que tal ficar com os três?

Em tempos atarefados, a felicidade precisa estar presente em todas as áreas da vida. E isso só é possível quando há níveis equilibrados dos hormônios da felicidade no organismo. Já ouviu falar neles?

Agora você vai saber o que são essas substâncias, por que são conhecidas assim e como você pode desencadeá-las no seu organismo de forma prática e sem perda de tempo!

O que são os hormônios da felicidade?

Mais do que ter dinheiro ou ser amado, a felicidade é um processo biológico. Sob o ponto de vista físico, observamos esse sentimento sendo desencadeado por substâncias químicas naturais do corpo humano conhecidas como hormônios da felicidade: endorfina, serotonina, dopamina e oxitocina.

Eles são conhecidos assim por provocarem uma série de sensações positivas (do relaxamento à animação).

Por serem substâncias químicas naturais do corpo humano, podemos “induzir” a felicidade com mecanismos simples. Saiba o que fazer para ativar cada um dos quatro hormônios!

Como desencadear o efeito dessas substâncias?

Endorfina

É um potente analgésico natural que trabalha anestesiando o corpo durante o sono, seja quando sentimos dor ou fazemos grande esforço físico. Pode ser estimulado por atividades físicas ou por assistir filmes tristes, por exemplo.

Mas como algo que pode nos fazer chorar estimula uma química que traz felicidade? De acordo com estudos, isso acontece porque nossa afinidade com o drama gera um sentimento de ligações sociais, o que potencializa nossa identidade e senso de pertencimento ao mundo.

Serotonina

Está ligada ao nosso emocional e pode ser liberada quando você se sente reconhecido ou importante para outros. Veja algumas das principais estratégias para melhorar os níveis da substância:

  • recordar momentos felizes, como conversar com amigos, receber mensagens e rever fotos antigas;
  • praticar atividades físicas, como corrida, ciclismo e exercícios aeróbicos;
  • atividades que nos dão prazer, comer sua comida preferida ou mesmo ter relações sexuais;
  • alimentação consciente: banana, aveia, folhas verdes escuras, queijo, frango (alimento rico em triptofano, um aminoácido essencial para a produção de serotonina).

Dopamina

Nosso organismo produz essa substância quando vivemos situações que trazem a sensação de recompensa. A dopamina gera a sensação de felicidade, bem-estar e motivação.

Está comprovado que essa substância química é acionada em dois momentos: quando damos o primeiro passo rumo a um objetivo e quando cumprimos com uma meta. A melhor maneira de elevar a dopamina é por meio de:

  • metas de curto prazo;
  • objetivos de longo prazo em metas mais rápidas;
  • celebrações quando as atingir.

Oxitocina

Está ligada a sensações de prazer e bem-estar tanto físico quanto emocional, além de segurança e felicidade. As formas simples de se conseguir um aumento da oxitocina são:

  • uma boa dose de contato físico, como o abraço (isso pode ter um poder muito maior do que você imagina, independentemente do tipo de relação);
  • dar ou receber um presente.

Então, agora que conhece os hormônios da felicidade, estimulá-los no dia a dia não vai ser difícil. Faça uma atividade física que te traga prazer, coma o que você gosta (se for rico em triptofano, melhor ainda), abrace seus amigos e sua família — e tudo bem não conseguir fazer tudo de uma vez: lembre-se de definir metas razoáveis. Seja feliz em todas as áreas da vida!

Gostou de saber o segredo para felicidade? Então nos siga em nossas redes sociais e acompanhe mais informações como essa! Estamos no Facebook e no Instagram.

Deixe um comentário

Share This