Descubra 3 benefícios da doação de sangue

Se você não conhece os benefícios da doação de sangue, saiba que não está sozinho. Na verdade, muita gente deixa de doar sangue por acreditar que essa prática faz mal à saúde. Curioso, não? Por essa razão, podemos dizer que os mitos que cercam a doação de sangue fazem com que a quantidade de doadores ainda seja baixa.

A verdade é que, além de ser um gesto de solidariedade, a doação de sangue é uma prática que não oferece riscos para quem doa e nem para quem recebe. Se você ficou interessado no assunto e está pensando em fazer essa boa ação, continue a leitura!

Por que doar sangue é importante?

Diariamente, hospitais no Brasil inteiro precisam de bolsas de sangue para salvar vidas e, conforme o estoque de sangue diminui, a preocupação dos profissionais da área aumenta. Apesar de campanhas serem realizadas todos os anos para incentivar a doação de sangue nos estados, elas ainda não foram suficientes para alavancar o número de doadores.

É preciso ressaltar que doar sangue é um gesto de cidadania e o verdadeiro propósito dessa prática é a solidariedade com o próximo. No entanto, algumas pessoas só conseguem entender a importância dessa ação quando elas, ou algum familiar, precisa receber uma transfusão de sangue.

Já que a necessidade de novas doações é constante e que esse assunto requer mais informações, veremos, a seguir, alguns dos seus principais benefícios e de que forma podemos colaborar.

3 principais benefícios da doação de sangue

1. Salva até quatro vidas

Muita gente não sabe, mas o sangue doado é fracionado em até quatro componentes — hemácia, plaqueta, crioprecipitado e plasma  e cada paciente poderá receber a parte que seu organismo mais precisa. Dessa forma, o sangue doado pode ser usado em diversas situações clínicas e atender mais de uma pessoa. Ou seja, uma única bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas.

2. Permite a realização de cirurgias

Nos casos de cirurgias de grande porte, o objetivo é compensar a perda sanguínea que pode ocorrer durante o procedimento. Entretanto, nem sempre há bolsas de sangue suficiente e algumas cirurgias precisam ser adiadas por causa dessa carência.

3. Ajuda vítimas de acidentes

Diariamente, ocorrem acidentes graves em que as vítimas perdem grande quantidade de sangue. Nessas situações, os médicos precisam repôr o sangue perdido e isso só pode ser feito por meio de uma transfusão. No entanto, quando o estoque está baixo, os médicos precisam priorizar os casos mais graves, enquanto os outros aguardam nova reposição de sangue.

Quais são os pré-requisitos para a doação?

As doações podem ser feitas várias vezes ao ano (homens a cada quatro meses e mulheres a cada três meses). Além disso, doar sangue não dói e é bastante rápido, durando poucos minutos.

O doador precisa estar bem de saúde, ter entre 16 e 69 anos — menores de 18 anos precisam de autorização dos responsáveis — e pesar, no mínimo, 50 kg. No entanto, é preciso ressaltar que, antes da doação, a pessoa deverá responder a um questionário sobre seu histórico de saúde, quais doenças já teve ou tem, entre outras perguntas. Além disso, será feito um exame de sangue completo para verificar se ela está apta a realizar a doação de forma segura.

No meio de todos os benefícios da doação de sangue está o bem que a gente faz para quem o receberá. Se você se interessou pelo assunto, procure na sua cidade um hemocentro. Lembre-se de que esse gesto simples pode salvar vidas, por isso, seja um doador.

E aí, gostou do post? Deixe seu comentário nos contando se você já doou sangue ou se está pensando em doar. Estamos curiosos para saber!

Deixe um comentário

Share This