Saiba identificar se você está sofrendo uma deficiência de vitamina e como reverter isso!

 

Na Grécia Antiga viveu Hipócrates, considerado o ‘pai’ da medicina moderna. Uma frase muito célebre que lhe é indicada é a seguinte: “que seu remédio seja seu alimento, e que seu alimento seja seu remédio”.

O recado de Hipócrates foi claro, contudo, ainda é deixado de lado por boa parte da população, que se entrega à rotina e deixa os cuidados com a alimentação em segundo plano.

Acontece que boa parte das doenças mais comuns são adquiridas por problemas na alimentação: seja o excesso ou a escassez. O desequilíbrio entre as vitaminas dos alimentos e aquelas que chegam ao nosso organismo é mais prejudicial do que imaginamos.

Pensando nisso, vamos explorar melhor o assunto e te ajudar a identificar se você está sofrendo uma deficiência de vitamina. Acompanhe o post e saiba como manter uma dieta equilibrada e saudável!

As vitaminas dos alimentos

Quase todos os alimentos possuem vitaminas. Alguns são mais ricos e condensam complexos vitamínicos inteiros, já outros retém nutrientes mais específicos, como o abacate, que é riquíssimo em vitaminas do complexo B, e a laranja, que diversifica seu poder nutritivo com vitaminas dos complexos A, B, C e E.

Seja qual for o percentual das vitaminas dos alimentos, tenha certeza de que será na diversidade do consumo que você encontrará a chave para uma boa saúde.

As cores são uma boa forma de identificar a riqueza de um prato. Veja o que elas representam:

  • a cor laranja é um bom indicador de antioxidantes e das vitaminas A e C;

  • o vermelho é sinal de licopeno, vitaminas do complexo B e sais minerais;

  • folhas verdes são ricas em vitaminas, minerais, antioxidantes e fibras;

  • alimentos arroxeados e brancos possuem boas doses de ácido elágico e minerais diversos.

Os primeiros sinais da deficiência de vitamina

Pequenos resfriados que vão e voltam, dores de cabeça intermitentes, falta de coragem e pouca capacidade de concentração são sinais importantes para identificar uma possível falta de vitaminas no organismo.

Esse processo afeta não só o sistema imunológico, mas, também, as reações cognitivas, diminuindo a capacidade física e mental.

Dores nas costas ou musculares também podem ser sintomas de deficit na alimentação. Outros sinais podem ser a perda de cabelo, dificuldade de cicatrização e depressão.

Como reverter o problema

Antes de tomar uma decisão, consulte um médico e faça os exames necessários que comprovem a deficiência de vitamina.

Depois disso, algumas iniciativas podem ser tomadas como forma de reverter o problema e reabilitar a saúde e o bem-estar. Veja o que pode ser feito:

Enriqueça sua alimentação

Trabalhe melhor as porções do seu prato, dando preferência para verduras, leguminosas e fontes de proteínas. Experimente coisas novas, pesquise e inclua na sua rotina aqueles alimentos que vão suprir suas necessidades. Aqui vai uma listinha de alimentos comuns na rotina e que são ótimas fontes de vitaminas:

  • Vitamina A: mamão, ovos, espinafre e cenoura, que no organismo transforma o caroteno em vitamina A;

  • Vitamina B: batatas, lentilha, atum, peru e até a levedura, muito presente nas cervejas;

  • Vitamina C: acerola, laranja, limão, kiwi, brócolis e pimentão;

  • Vitamina D: peixes em geral (salmão, sardinha, atum, cavala), cogumelos e ovos;

  • Vitamina E: amêndoas, amendoim, nozes e germe de trigo;

  • Vitamina K: alface, repolho, carnes e laticínios em geral.

Além da satisfação pessoal é primordial pensar na saúde a longo prazo, portanto, nenhuma vaidade pode permanecer nessa situação. Experimente comer tudo aquilo que faz bem.

Faça uma suplementação alimentar

Algumas vitaminas e minerais podem não ser adequadamente ingeridos ou absorvidos pelo organismo. Não é simples manter os níveis recomendados, até porque alguns aminoácidos essenciais sequer são produzidos pelo nosso organismo.

É mais do que possível permanecer saudável e energizado com uma dieta equilibrada, porém, a suplementação alimentar com complexos e polivitamínicos é uma grande opção para equilibrar a ingestão de vitaminas e minerais. 

Agora sim! Com essas informações, você já pode ir ao mercado e explorar melhor as opções para o seu cardápio. Lembre-se da lição de Hipócrates e faça do seu alimento a sua fonte de bem-estar e saúde.

Gostou do nosso artigo? Nunca é demais espalhar conhecimento, por isso, o que acha de compartilhá-lo agora mesmo nas suas redes sociais?

Deixe um comentário

Share This