Entenda os cuidados a serem tomados caso opte por uma dieta vegana

A dieta vegana é mais que um modo de se alimentar, ela representa um estilo de vida. Muitas pessoas têm apostado neste tipo de alimentação por causa da ética relacionada à exploração de animais, dos seus benefícios à saúde e da proteção ao meio ambiente.

No entanto, quem adere ao veganismo sem precaução não consegue aproveitar todas as suas vantagens na saúde, podendo, inclusive, trazer danos ao organismo.

A nutrição vegana pode ser uma ótima opção para aqueles que desejam uma vida mais saudável, desde que alguns cuidados sejam considerados. Para conhecê-la melhor, siga com a leitura deste texto!

O que é uma dieta vegana e quais são seus benefícios?

A dieta vegana é baseada em uma alimentação vegetariana que consiste em ingerir apenas vegetais.

Isso significa que todos os tipos de carne, ovos, mel e laticínios estão excluídos do cardápio. Para colocá-la em prática, os hábitos de consumo e o modo de preparo da comida precisam ser adaptados.

Por ser rico em fibras, esse modelo de alimentação contribui para o bom funcionamento do intestino e aumento da saciedade.

Além disso, a baixa disponibilidade de gordura saturada e a ausência de colesterol (presentes nos alimentos de origem animal) promovem a redução dos riscos de doenças cardiovasculares, AVC e alguns tipos de câncer.

A variedade de frutas, verduras, legumes e sementes oferece diversas vitaminas e minerais indispensáveis na preservação do sistema de defesa do corpo.

Quais cuidados devem ser tomados ao seguir uma dieta vegana?

Manter uma alimentação balanceada significa ingerir quantidades adequadas de carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e sais minerais.

Enquanto as carnes, os ovos, o leite e seus derivados são ricos em proteína, os legumes, as hortaliças e as frutas são fontes de carboidrato e fibras. Um grupo complementa o outro.

Mas, como manter esse equilíbrio quando se é vegano?

Apesar de parecer complicado, basta seguir alguns cuidados para executar a dieta com perfeição e não trazer riscos à saúde. Confira algumas precauções a seguir.

Ler muito sobre o assunto

Conhecimento é primordial para se alimentar com qualidade. O veganismo têm sido debatido em vários lugares, então, não falta material para estudar e entender melhor sobre o assunto.

Com a leitura, é possível aprender receitas e meios de variar o cardápio, descobrir novos ingredientes e saber quais cuidados devem ser tomados. Perceba que você já está seguindo a primeira recomendação!

Procurar um nutricionista

Bastante entendimento é importante, mas não substitui a consulta com um nutricionista. Portanto, buscar um profissional é fundamental para receber informações adicionais e evitar quadros de desnutrição.

Outro bom motivo é que, no papel de guiar o iniciante, ele pode sugerir a melhor estratégia de transição alimentar.

Suplementar a alimentação

Nutrientes como a vitamina B12, o ômega-3 e o cálcio são mais abundantes nos alimentos de origem animal. Dificilmente é possível adquiri-los dos vegetais nas proporções indicadas.

A vitamina B12 atua na formação das células do sangue. O cálcio fortalece os ossos e os dentes. E o ômega-3 é crucial para a saúde do cérebro e do coração.

Por essas razões, pode ser interessante suplementar a alimentação.

Fazer exames médicos periodicamente

Essa orientação deve ser seguida principalmente no começo, quando não se sabe ainda como o organismo responderá à nova rotina. Por isso, é imprescindível fazer exames periódicos de sangue para ter certeza que o corpo está bem nutrido.

Seguindo esses cuidados, fica fácil e seguro aderir à dieta vegana e desfrutar de todos os benefícios que ela oferece. A fim de garantir uma vida longa e sadia, pode valer a pena tentar o novo e conquistar uma vida mais saudável!

Se você gostou do post, curta a nossa página no Facebook para acompanhar de perto as melhores dicas de saúde!

Deixe um comentário

Share This